shutterstock_23394844

Nem todo corretor entende as dificuldades e dúvidas enfrentadas por seus clientes. Ao contrário, boa parte passa longas horas do dia – as quais poderiam ser utilizadas em  algo mais produtivo – reclamando e dizendo não compreender o motivo pelo qual seus clientes exigem isso ou aquilo, ou porque  eles não aceitam essa ou aquela oferta.

Diante dessa realidade impossível de ser negada ou ignorada, que tal passar alguns dias na pele de um cliente e ver de perto o que ele passa na  hora  de contratar um corretor e fechar um contrato de compra ou aluguel de imóvel?

Porque fazer

Os motivos são os já ditos acima: entender melhor o seu cliente  e ter um motivo a menos para reclamar. De posse de informações precisas sobre os interesses e desejos de seus clientes, fica muito mais fácil otimizar o serviço que você presta e oferecer algo especial aos seus clientes, tudo muito bem focado nas reais necessidades deles.

Como fazer

Mesmo que você não esteja em busca de nenhum imóvel para si mesmo no momento, você vai precisar pensar que está, e com a maior honestidade possível. Quem sabe seja essa a hora de começar a sonhar com aquele segundo imóvel, que pode ser uma casa no campo ou na praia? É importante que nem tudo seja teatral, já que, desta forma, você estaria excluindo o  envolvimento emocional que tanto conta e influencia a tomada de decisões de seus clientes.

Também resista à tentação de agir como expert e fazer tudo sozinho. Lembre-se de que você é seu cliente, então terá que começar do zero, buscando por um corretor e tentando explicar para ele o que você deseja adquirir. Se você já é bem conhecido no mercado local, pense em buscar por um corretor (e um imóvel) localizado em outra cidade ou estado, aumentando as chances de permanecer incógnito.

Além disso, lembre de observar com cuidado como o corretor se comporta de um modo geral. A resposta ao contato inicial e seguintes foi rápida e atendeu à sua expectativa? Pode ser que você mesmo mantenha hábitos semelhantes – encare isso como olhar-se no espelho.

O que observar

O seu primeiro desafio, você já sabe qual é: escolher o corretor. Quão menos você conhecer o mercado que vai pesquisar, melhor, pois menor será seu conhecimento sobre os critérios que deve levar em consideração. Se parecer difícil para você, imagine para seu cliente.

Depois, será a hora de explicar para o corretor aquilo que você quer. Observe as dificuldades de comunicação enfrentadas, principalmente quando tentar explicar algo subjetivo, como seus desejos e preferências. Lembre-se do clichê “realize o sonho da casa própria” para ter em mente que se trata de um sonho e não de algo totalmente possível de ser colocado em palavras.

Por fim, analise e aja

Passado por todo o processo, analise os dados observados, tire as conclusões necessárias para a melhoria na prestação dos seus serviços e pense em como usar o conhecimento adquirido na prática. Com certeza, após essa pesquisa, você terá finalmente entendido seus clientes e estará mais apto para atendê-los com mais qualidade e sem reclamações.

Comentários

comentários