Corretor, cuidado com o português

Existem algumas coisas que causam uma péssima impressão, e uma delas é não saber falar ou escrever o português corretamente. Perdoando aqueles que não puderam, por motivo de força maior, ter acesso à uma educação de qualidade, esse tipo de problema não é perdoado quando é cometido por profissionais capacitados. Pior ainda se o erro sair da boca alguém que atua diretamente com o público, como é o caso de um corretor de imóveis.

Se o português parece um desafio para você – e todos nós sabemos que a nossa língua materna não é das mais simples – a primeira coisa a fazer é levar essa situação à sério e revertê-la de imediato. Provavelmente você ficaria surpreso ao fazer uma pesquisa entre aqueles clientes que não retornaram depois do primeiro contato ou os que procuraram outro profissional para assessorá-los depois de uma visita e até quem sabe, os que não fecharam contrato com você, com a intenção de tentar identificar o motivo da desistência: saiba que uma simples má-conjugação verbal pode ter colocado tudo a perder.

A primeira dica para quem quer aprender a falar sem cometer erros de português é ler bastante. Estudar a gramática pode te ajudar, mas basta que você leia com frequência para que o seu cérebro memorize as expressões e a grafia correta das palavras. No entanto, leia livros, jornais e revistas de qualidade, para ter certeza de que está aprendendo com os melhores. Aproveite a oportunidade, por exemplo, para ler biografias de empreendedores de sucesso ou livros sobre estratégias de marketing. Assim, você amplia seus conhecimentos ao mesmo tempo.

Não tenha vergonha de pedir a um amigo, parente ou cônjuge para apontar seus erros e te ajudar a corrigi-los. Você pode estar tão acostumado a falar de uma certa forma que pode não ser capaz de notar os problemas envolvidos. Ao escrever propostas, materiais promocionais e emails, peça sempre para alguém dar uma lida antes de enviar. Ainda que seu português seja perfeito, erros de digitação podem passar desapercebidos. Pense que mesmo os melhores escritores e jornalistas têm seus textos revisados antes da publicação.

Principalmente se for um material que terá ampla distribuição e de custo de impressão alto, você não vai querer ter que pagar novamente para imprimir folders e outras peças de publicidade, por conta de uma palavra fora do lugar. Além disso, lembre que tudo que é online, é eterno e público. Uma frase mal-escrita no Facebook ou Twitter pode virar motivo de piada nas redes sociais e você ficará famoso pelos piores motivos. Aliás, mesmo que seu negócio não esteja online, saiba que até mesmo faixas promocionais podem ser fotografadas e distribuídas na internet. Melhor prevenir!

 

Comentários

comentários